Total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Mal de amor


É dificil explicar o amor
Mas sobre a dor é fácil falar
Pois é algo que rasga meu peito
E lágrimas de sangue me faz chorar
Já não sinto o coração batendo
Já não sinto o pulmão respirar
Não sei mais o que se passa aqui dentro
Só sei que está prestes a piorar
Há uma estaca cravada em meu peito
Correntes pesadas a me torturar
Minha pele foi toda arrancada
E meu corpo atirado ao alcool está
Não vejo mais sentido em viver
Os meus pulsos, já foram cortados
Mais... se me mato, eu vou te perder
E jamais voltarei ao teu lado.
É por isto que ainda resisto
Só que estou cada dia mais fraca
E o que (ainda) me dá forças pra vida
É a esperança de um dia; por ti ser amada.
Mariana carazolli