Total de visualizações de página

domingo, 5 de janeiro de 2014

Demorou mais você voltou...

Como sempre trazendo meu coração, meu sorriso, minha saúde e a promessa de que dias melhores virão.
Eu tava aqui, quietinha, quentinha debaixo do cobertor tramando sua morte, teclando no face, ouvindo umas musicas, mandando mensagens.
Só que isso já não importa porque como é de costume, você voltou, soprou meu pescoço, bagunçou meu cabelo, recuperou seu espaço em minha cama e mais uma vez expulsou o fantasma que volta e meia fica preso em meio as fotografias da cabeceira, mais só pra você saber:
 Ele nem me assusta mais.
(Acho que me acostumei, com a sua ausência).
A única coisa que posso fazer é aproveitar o momento até que venha a próxima crise pra depois ficar esperando até que você volte novamente.
 
Mari carazolli