Total de visualizações de página

sábado, 19 de janeiro de 2013

Nesse tempo que fiquei fora


Eu queria escrever. Eu precisava escrever. Mas eu não conseguia.
Pra toda aquela pressão que sentia só me restaram pensamentos que quando postos para fora só me prejudicavam ainda mais. Tudo parecia sufucar,como se nada que eu fizesse fosse adiantar, Não encontrava encaixe para minhas palavras, qualquer coisa vinha como um petardo. 
Mas "Viva à liberdade de expressão".
O Jú* disse hoje: "Você pode ter dor no coração, mas seu rosto é de todos, então sorria". Bem... talvez no fundo eu até concorde, mas acho uma baíta hipocrisia; mentir pros outros até que vai, mas mentir pra sí mesmo? Fugir dos problemas, fingir que nada aconteceu e usar maquiagem sentimental' pra esconder as imperfeições da alma'?!
Aah... desculpa, mais isso não vai dar.
Podem dizer que sou recalcitrante, melindrosa...Tudo bem, não me importo; mas também não me presto a calar a boca e abaixar a cabeça, sou enfática, nasci assim geminiana e falastrona, confrontadora nata, e não! Eu não acho isso ruim de forma alguma, isso sempre me fez crescer e aprender, mesmo que as vezes seja de uma forma mais demorada ou dolorosa. À certas coisas que só errando pra aprender; à certas coisas que só a vida pra ensinar.
Então, não me digam que devo me acalmar, não me peçam pra esquecer! 
As responsabilidades sempre estiveram comigo, e não é agora que eu vou jogar tudo pro ar, Apesar de não vontade as vezes não faltar...
Enfim, são tantas coisas, tantos momentos e pensamentos dos quais gostaria mais não posso fugir. Preciso de foco, preciso encará-los, mesmo que isso me custe algumas noites de sono. Se minha indignação comigo mesma é tão forte e te afeta tanto é porque tenho ideais é porque tenho personalidade forte, marcante e não jogo isso fora por nada desse mundo! 
Sei que devo me comportar, me conformar, ser paciente, sei de tudo isso e mais um pouco, mas quando eu sinto que é o momento eu explodo, eu jogo pra fora e tiro o peso da minha consciência. 
Por acaso isso é errado? Hum, eu não acho não!
 Gostaria que vocês me entendessem como aqueles me me conhecem melhor, aqueles que sabem me ouvir e dar bons conselhos, mas hoje não!!! Hoje prefiro ouvir somente a voz de Deus, eu e ele precisamos urgentemente de um papo sério, temos muito o que conversar. Até porque somente ele' sabe ao extremo o que se passa aqui, dentro de mim, e que guardo a sete chaves em meu coração. 

Mari carazolli